1. Gestão Urbana
  2. »
  3. Bordas da Cidade
 

Bordas da Cidade

Pode parecer surpreendente, mas cerca de um terço do território da cidade de São Paulo apresenta características rurais. Resultante de intensos processos econômicos e sociais que atuam na metrópole há décadas, o rural paulistano é um território complexo, descontínuo, pontuado por núcleos urbanos esparsos e constituído por um mosaico de unidades de conservação, chácaras, áreas de cultivo de hortaliças, plantas ornamentais e frutas.

As bordas da cidade são também um território fortemente pressionado pelo avanço da mancha urbana e pelo impacto de grandes intervenções, entre as quais, o Rodoanel. A demarcação da Zona Rural pelo Plano Diretor Estratégico-PDE busca reforçar o compromisso da cidade com a agenda ambiental e traz uma concepção multifuncional do meio rural, observando este território como área de produção de alimentos, da água para abastecimento, de unidades de conservação, da biodiversidade e de serviços ambientais, além de considerá-lo como área de lazer, ecoturismo, agroecologia, produção orgânica e geração de empregos.

Nessas áreas, o PDE propõe incentivar usos e atividades econômicas que sejam capazes de conciliar proteção ambiental com a geração de emprego e renda, melhoria da qualidade de vida e promoção da redução da vulnerabilidade e exclusão socioambiental dos moradores. Também reconhece a importância das inúmeras iniciativas de agricultura urbana e nas bordas da cidade já existentes e sua relação com o consumo sustentável e a inclusão social.

 

Veja abaixo as ações da Prefeitura para este território e acesse as sessões correspondentes para maiores informações.

 

Mapa Colaborativo do Desenvolvimento Rural:

Lançado em junho de 2016, com a 1ª Conferência Municipal do Desenvolvimento, este mapeamento visa identificar e reunir informações sobre produtores agrícolas, hortas urbanas e atividades ligadas ao ecoturismo na cidade com o apoio da população.  Acesse e veja como contribuir.

 

Ligue os pontos:

Vencedora do Mayors Challenge 2016, promovido pela Bloomberg, esta proposta visa o fortalecimento da agricultura local como forma de promoção de sustentabilidade socioambiental na Zona Rural Sul da cidade, complementando as políticas de regulação e fiscalização que atuam na área de proteção aos mananciais.