1. Gestão Urbana
  2. »
  3. Concurso Nacional Ensaios Urbanos...
 

Concurso Nacional Ensaios Urbanos – Modalidade 2

Proposição de parâmetros de configuração urbana para unidades territoriais selecionadas, identificadas como de especial interesse paisagístico, histórico, social ou cultural

 

Prêmio – Projeto 05
Autores: Luís Otávio de Faria e Silva, Ciro Pirondi, Monica Drucker e Ruben Otero
Coordenador: Ruben Otero
Equipe: Roseli Azevedo, Thais Malheiros, Camila Paris , Luisa Zacche, Noelia Monteiro e Fausto Chino
São Paulo – SP
Memorial Descritivo

M2_pranchas_projeto_05_Página_2

 

 

 

 

 

 

 

 

 

M2_pranchas_projeto_05-4

M2_pranchas_projeto_05-3 M2_pranchas_projeto_05-2 M2_pranchas_projeto_05-1

 

 

 

 

Baixe aqui o PDF completo

Parecer do Júri

O trabalho se destaca pela área selecionada, pelas estratégias propostas e pelo diálogo que estabelece com a Operação Urbana Água Branca.
O trabalho seleciona o setor norte dos bairros Santa Cecília e Bom Retiro não como excepcionalidade, mas como exemplo de padrão de urbanização recorrente em São Paulo. O lote como unidade de atuação e de intervenção, a uniformidade de gabaritos, a ausência de recuos laterais, o uso misto e a rua e os espaços públicos com intensa e constante utilização caracterizam estes e outros bairros em São Paulo. Ao mesmo tempo em que valorizam estes elementos numa área específica, colocam uma reflexão para toda a cidade.
Como colaboração para avanços na Operação Urbana Água Branca, mas que a ela não se restringem, o trabalho propõe a preservação e potencialização da identidade da área sem impedir o desenvolvimento imobiliário, através de estratégias de desenho urbano levando em
consideração as preexistências e também estratégias de implementação das propostas no tempo.

  __________________________________________________________________________________________________________________ 

Prêmio – Projeto 08
Autores: Newton Massafumi Yamato e Tânia Reina Parma
Consultor: José Guilherme Schutzer
Equipe: Guilherme Pinheiro Ramalho, Carolina Scatolini, Thais Piva Reyes, Luiz Felipe Amado da Cunha, Gabriel Freitas Maia e Pedro Henrique Rezende Mendonça
São Paulo – SP
Memorial descritivo

M2_img_01_projeto_08

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

M2_pranchas_projeto_08-1 M2_pranchas_projeto_08-2 M2_pranchas_projeto_08-3 M2_pranchas_projeto_08-4

 

 

 

 

 

Baixe aqui o PDF completo

Parecer do Júri

O trabalho se destaca pela proposição de um recorte territorial fundamentado em princípios geomorfológicos visando colaborar com os objetivos de preservação ambiental, incluídos no Plano Diretor.
São delimitados compartimentos geomorfológicos e ambientais das nascentes da rede de drenagem natural da cidade e de seus anfiteatros – estratégicos para a preservação ambiental nas escalas municipal e regional.
O trabalho tem também o mérito de, através do estudo de caso do compartimento da Grota do Bexiga, enfrentar a questão ambiental em áreas centrais densamente ocupadas.
As propostas envolvem a renaturalização e recuperação do leito de drenagem natural, a implantação de lagoas de contenção, a criação de um parque, e se articulam à demarcação e regulação de áreas para adensamento e às condicionantes do tombamento existente no bairro.

__________________________________________________________________________________________________________________

Menção honrosa – Projeto 07
Autor: Silvio Oksman
Equipe: Beatriz Vicino e Vanessa Mendes
São Paulo – SP
Memorial descritivo

M2_img_02_projeto_07

 

 

 

 

 

 

M2_pranchas_projeto_07-1 M2_pranchas_projeto_07-2 M2_pranchas_projeto_07-3 M2_pranchas_projeto_07-4

 

 

 

 

 

Baixe aqui o PDF completo

Parecer do Júri

O trabalho enfrenta a questão de adequação de áreas tombadas a novas dinâmicas urbanas e metropolitanas. Utiliza como estudo de caso a área do Jardins – América, Paulista, Europa e Paulistano – foco de controvérsias e acirrados debates na cidade de São Paulo.
Ainda que as resoluções espaciais propostas tenham sido consideradas inconsistentes pelo júri, o manejo de relações entre tombamento, elementos de mobilidade urbana, usos e adensamento apresentado na proposta colabora para qualificar e matizar não apenas o debate sobre as áreas tombadas de São Paulo, mas principalmente sobre os instrumentos de preservação, e escapar da polarização que os caracteriza.
A proposta regula a convivência entre áreas estritamente residenciais e uma diversificação de usos e gabaritos nos eixos de mobilidade que atravessam os bairros.