1. Gestão Urbana
  2. »
  3. Notícias
  4. »
  5. Os desafios do Ligue...
 

21/06/2017

Os desafios do Ligue os Pontos: fortalecer agricultura local e promover sustentabilidade na Zona Rural Sul de SP

Etapa inicial do projeto consiste no levantamento de informações geoespaciais, cadastro dos pequenos agricultores e caracterização do mercado consumidor potencial



Nos dias 15 e 16 de maio, São Paulo recepcionou as cidades de Santiago, Medellín, Guadalajara e Bogotá para o primeiro encontro entre as cinco cidades vencedoras do Mayors Challenge 2016. Promovido pela Bloomberg Philanthropies, o desafio visa incentivar os governos locais a enfrentar desafios urbanos através da criação de soluções inovadoras que possam servir de exemplo para outras cidades.

O evento na capital paulista foi realizado com apoio da Delivery Associates, consultoria designada pela Bloomberg Philanthropies para acompanhar a implementação dos projetos das cidades vencedoras e teve três principais objetivos: progredir no planejamento de implementação dos projetos, fortalecer os conhecimentos e as habilidades para uma implantação efetiva dos programas e construir uma rede de colaboração e aprendizagem entre os municípios vitoriosos.

O projeto de São Paulo, Ligue os Pontos, propõe o fortalecimento da agricultura local como forma de promoção de sustentabilidade socioambiental na Zona Rural Sul da cidade, complementando as políticas de regulação e fiscalização que atuam na área de proteção aos mananciais. As ações do projeto buscam fortalecer os agricultores com informação, conhecimento e habilidades para que possam melhorar seus processos produtivos e aumentar seus rendimentos, bem como conectar a produção agrícola às demandas de mercado através da melhoria de processos ao longo da cadeia de valor da agricultura local. Outro aspecto de grande importância abordado pelo projeto é o levantamento de dados e a construção de capacidades para sua utilização, como forma de promover a sustentabilidade dessa experiência enquanto política pública.

A etapa inicial do projeto consiste no levantamento de informações geoespaciais, no cadastro dos pequenos agricultores do município e na caracterização do mercado consumidor existente e potencial para este tipo de produção. Além disso, estão previstas ações para “capacitar os pequenos produtores e conectar a produção agrícola às demandas do mercado, aumentando a capacidade de implantação da agricultura sustentável, gerando renda e contribuindo para a contenção da ocupação urbana sobre áreas protegidas ambientalmente”, afirma Marcos Campagnone, secretário-adjunto da SMUL e coordenador do Comitê Intersecretarial do programa, que esteve presente no encontro.

Além da SMUL, integram o comitê intersecretarial do projeto as Secretarias Municipais de Trabalho e Empreendedorismo, Verde e Meio Ambiente, Assistência e Desenvolvimento Social, Relações Internacionais e Inovação e Tecnologia.

Conheça aqui os projetos vencedores.

VÍDEO
PRODUÇÃO
CAMPO – Paula Tinoco e Roderico Souza (0-2’33’’)
SMUL – (2’34’’ – 4’51’’)

IMAGENS
Arquivos da Prefeitura de São Paulo
Arpad Spalding
Fabio Knoll
Lalo de Almeida
Mily Mabe e Luisa Prat




Comentários

    • Bom dia. Assim que tivermos novas informações sobre o projeto Ligue os Pontos, publicaremos aqui no Gestão Urbana e em nossas redes sociais.

  1. Mario em disse:

    EM NOV / 17: 11 MES SEM RESPOSTA DA BLOOMBERG OU DO EX-PREFEITO DE SP…. PARECE QUE FOI UM PRÉMIO DE PROJETO MINUSCULO, DESCONHECIDO ATE DAS ASSOCIACOES DA REGIAO (como o comentario dessa associacao de Masilak) e o PREMIO FOI USADO PARA FINANCIAR A DIVIDA DO PT NA CAMPANHA …

    EIS MINHA MENSAGEM em DEZ/16 na pagina da BLOOMBERG FOUNDATIONS:

    Caro Mike Bloomberg SOU DE SÃO PAULO E O PROJETO QUE GANHOU O GRANDE PRÊMIO AO EX-PREFEITO FERNANDO HADDAD HOJE no C40 da CIDADE DE MÉXICO, CHAMADO “Ligue os pontos” NÃO AJUDA A REDUZIR A MUDANÇA CLIMÁTICA, POIS PROMOVERIA DEFORESTAMENTO EM RESERVAS DE FLORESTA PROTEGIDAS (MATA ATLANTICA), como você pode ver nos artigos destacados abaixo (em português). #SOSMATAATLANTICA

    PARA EVITAR A PREMISSAO DE UMA FRAUDE SUGIRO investigar e, se PROMOVE DEFORESTAMENTO, CANCELAR O PRÊMIO OU DAR-O À NOVA ADMINISTRAÇÃO QUE GARANTA O SUCESSO DO PROJETO EVITANDO PROMOVER DEFORESTAMENTO.

    Não encontrei o site “Conectar os pontos / Ligue os pontos”, este suposto mercado digital da agricultura local, ou que resultados alcançou, e eu suspeito que isso cause DEFORESTAMENTO NA ÁREA PROTEGIDA DA MATA ATLANTICA, uma vez que promove AGRICULTURA de “40mil da população do distrito de Parelheiros, inserida no coração da Mata Atlântica na Serra do Mar” conforme mencionado pelo prefeito Haddad no site abaixo

    Fonte: http://capital.sp.gov.br/noticia/sao-paulo-recebe-premio-mayors-challenge-2016-da-bloomberg-philanthropies

    APENAS 7,3% DA MATA ATLÂNTICA ESTÁ PRESERVADA e desfloresta-la para a agricultura não combate a mudança climática.

    Fonte: https://mais.uol.com.br/view/k1x1z1edeix5/mata-atlantica-restam-apenas-7vamos-preservar-04024D9C316CD0995326?types=V&

    Por que preservar a Mata Atlântica?

    Cerca de 120 milhões de pessoas vivem na área de Bioma da Mata Atlântica, o que significa que a qualidade de vida de aproximadamente 70% da população brasileira depende da preservação dos restos, que mantém fontes e fontes, regulando o fluxo de abastecimento de água para as cidades e as comunidades no interior, ajudam a regular o clima, a temperatura, a umidade, as chuvas, asseguram a fertilidade do solo e protegem as escarpas e as encostas.

    E nisto temos registros mundiais

    É a floresta mais rica do mundo na diversidade de árvores: 454 espécies de árvores por hectare.

    Animais: aproximadamente 1.600.000 espécies, incluindo insetos

    2% de todas as espécies do planeta apenas para esses grupos vertebrados

    3% de felinos

    Fontes:
    http://www.ibflorestas.org.br/bioma-mata-atlantica.html

    http://www.apremavi.org.br/cartilha-planejando/a-mata-atlantica-e-sua-importancia/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *