1. Gestão Urbana
  2. »
  3. Notícias
  4. »
  5. Participe da audiência pública...
 

14/05/2018

Participe da audiência pública do Projeto de Intervenção Urbana Vila Leopoldina-Villa Lobos

O encontro será realizado em 22 de maio, às 18h30, na Igreja Batista Palavra Viva



A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Urbanismo e Licenciamento (SMUL) e a São Paulo Urbanismo, realizam no dia 22 de maio audiência pública para debater o Projeto de Intervenção Urbana (PIU) Vila Leopoldina – Villa Lobos.

O encontro ocorre a partir das 18h30, na Igreja Batista Palavra Viva. O endereço é Avenida Mofarrej, 1024 – Vila Leopoldina. Na oportunidade, a proposta será apresentada, serão prestados esclarecimentos e colhidas contribuições.

A audiência é mais uma oportunidade para o cidadão conhecer e contribuir com o PIU. Desde 26 de abril está aberta no portal Gestão Urbana consulta pública sobre o Projeto, que possibilita ao munícipe fazer sugestões nos capítulos apresentados, dentre eles, o Diagnóstico Sócio-Territorial, o Programa de Interesse Público e a Proposta de Ordenamento Urbanístico.

Clique aqui e contribua até 25 de maio!

 

Saiba mais

Localizado na várzea da margem direita do Rio Pinheiros, no Distrito da Vila Leopoldina, junto à CEAGESP, à Ponte do Jaguaré e próximo dos Parques Cândido Portinari e Villa Lobos, o perímetro do Projeto de Intervenção Urbana Vila Leopoldina-Villa Lobos (PIU VL-VL) tem aproximadamente 492 mil m² e grande potencial de transformação.

No local há uma concentração de áreas passíveis de desenvolvimento em grandes glebas pertencentes a um conjunto relativamente reduzido de proprietários privados, o que deverá permitir uma maior agilidade na coordenação e implementação de intervenções de interesse público.

O presente projeto busca apresentar, entre outros ganhos, uma contribuição efetiva para solucionar as graves questões de precariedade habitacional de três comunidades situadas no perímetro do PIU: Da Linha, Do Nove e Cingapura Madeirite. Para isso, busca-se alterar os parâmetros urbanos definidos pela Lei de Zoneamento para o perímetro – com base nas novas disposições e incentivos introduzidos pelo Plano Diretor Estratégico –, a fim de potencializar os recursos, contrapartidas e compensações gerados pelo desenvolvimento privado.

O desejável reassentamento das famílias precariamente alojadas nessas áreas públicas, inadequadas para a ocupação, será potencialmente facilitada pela disponibilidade de diversas Zonas Especiais de Interesse Social (ZEIS) no entorno do perímetro proposto, que dispõe de malha de transporte de grande capacidade como definido pelo Plano Diretor. Em contrapartida ao desenvolvimento privado, a proposta de manifestação de interesse inclui a construção de 776 unidades habitacionais e equipamentos públicos, como uma UBS, CEI, centro de acolhimento e centro de capacitação profissional, além de alterações viárias para que haja segurança ao pedestre e aos ciclistas.

 




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *