1. Gestão Urbana
  2. »
  3. MACROÁREAS
 

      Plano Diretor > Entenda o PL 688/13 > Macroáreas

Macroáreas

As Macroáreas definem a base territorial para o planejamento e a gestão urbana e ambiental do município de São Paulo e amparam os objetivos e estratégias orientadas por um projeto de cidade

Com o objetivo de estruturar a política de desenvolvimento urbano do município de São Paulo, de forma articulada às demais estratégias do PDE, foi estabelecido um conjunto de Macroáreas, Mapa 02 (ver | download), que apresentam características e objetivos urbanos, ambientais, sociais e econômicos específicos. Desta mesma maneira, também foram definidos Instrumentos de Política Urbana e Gestão Ambiental de acordo com os objetivos de cada uma delas.

Tal divisão territorial da cidade foi feita a partir de interação entre os sistemas urbanos e ambientais bem como das características do meio físico. No entanto, tal avaliação não se realizou somente a partir do retrato da realidade identificada nos diferentes espaços inseridos nas Macroáreas, mas também a partir do que se quer efetivar nesses espaços.

A macroárea de preservação de ecossistemas naturais tem como diretriz a preservação integral do meio ambiente.

A macroárea de contenção urbana e uso sustentável tem como diretriz impedir a expansão urbana e promover a preservação ambiental e usos sustentáveis dos recursos naturais, inclusive com atividades agrícolas e produção de alimentos.

A macroárea de recuperação urbana e ambiental tem como diretriz a recuperação de áreas urbanas precárias e áreas ambientais deterioradas.

A macroárea de redução da vulnerabilidade urbana tem como diretriz a melhoria dos espaços urbanos, a redução de déficits nas ofertas de serviços, equipamentos e infraestruturas urbanas, a inclusão social e territorial de assentamentos precários ocupados pela população de baixa renda.

A macroárea de qualificação da urbanização consolidada tem como diretriz melhorar as condições urbanísticas e otimizar o aproveitamento das terras urbanas com boa oferta de serviços, equipamentos e infraestruturas urbanas.

A macroárea de estruturação metropolitana tem como diretriz promover transformações no espaço urbano, nas condições de uso e ocupação do solo e na base econômica de modo a desconcentrar oportunidades de emprego em direção aos bairros da periferia e de municípios metropolitanos.