Objetivos

 

Calçadões

A requalificação dos espaços públicos do centro é uma das principais metas da gestão, prevendo a redescoberta das qualidades e belezas da região. Neste sentido, qualificar os calçadões é um meio fundamental para retomar o acesso universal a esta área da cidade. Busca-se a construção de um sistema de espaços públicos para todos, a par de suas características pessoais, idade ou habilidade, funcionar como corredor de transporte peatonal e interligar os diferentes modais de transporte (ciclovias, metrô e ônibus). Deve-se dar destaque e visibilidade às áreas integrantes do patrimônio histórico, cultural e artístico existentes, criar meios de manter e expandir as atividades econômicas instaladas, especialmente nos setores ligados à educação, cultura, lazer e entretenimento e finalmente contribuir para reforçar a identidade do centro histórico de São Paulo, promovendo a valorização do contexto local e suas várias formas de uso.

img_21_conceitual_02

img_22_valorizacao-local_01

Valorização local

Transformação do uso e da qualidade dos espaços públicos da área central
A intervenção nos calçadões nas áreas centrais, com a substituição do piso e a implantação de iluminação e mobiliário urbano, qualifica um espaço de utilização intensa pela população, possibilitando novos usos do espaço, reforçando a identificação com a área central e sua valorização como coração da cidade.

 

 

22_1_acessibilidade

Acessibilidade universal

Implantação de condições de acesso a todas as pessoas
A definição de um pavimento adequado, a revisão de aspectos geométricos e o atendimento às normas atuais, no que tange às inclinações longitudinais e transversais, e aos vãos entre grelhas por exemplo, permitirá um percurso acessível sem interferências por toda a área dos calçadões. A qualificação das bordas e as conexões com as demais calçadas, ruas e praças, formará um circuito completamente acessível em toda a área central.

 

22_1_patrimonio

Valorização do patrimônio

Padronização da paisagem urbana e valorização do patrimônio cultural do Centro

Ao contemplar passeios acessíveis e confortáveis, prover espaços de estar e descanso, e vegetação quando for possível, a intervenção na área dos calçadões melhora toda a ambiência da região, contribui para dar maior destaque e visibilidade ao patrimônio histórico, incentivando melhor interação entre público e patrimônio.

 

22_2_sitemas-subterraneos_150pxQualificação da manutenção das redes subterrâneas

Qualificação no processo de intervenção e manutenção das redes e da micro-drenagem

A manutenção das redes de infraestrutura, que aqui na área central já são subterrâneas, promove algum tipo de intervenção no piso quase diário. A intervenção nos calçadões deve evitar este incômodo, prevendo uma forma de intervenção mais eficiente e a organização de redes afins em calhas ou canaletas comuns. O projeto de microdrenagem superficial deve ter as mesmas premissas, promovendo intervenções mais qualificadas.

22_4_redes-de-logistica_00

 

Facilitação da rede logística

Oferta de estrutura logística de fornecimento de cargas e bens de consumo e logística reversa

Ao implantar maior controle no acesso e organizar a coleta de resíduos, a intervenção prevê, em conjunto com outras secretarias, a reorganização da logística de abastecimento e de coleta.

 

 

Estratégias do projeto

 

Novo piso

23_estrategias_novo-piso_00O modelo de piso em blocos de concreto foi desenvolvido em parceria com a ABCP ( Associação Brasileira de Cimento Portland) com a premissa de garantir a preservação das suas características ao longo do tempo. Por isso a alta espessura e a resistência à grande carga pontual. Propriedades fotocalíticas reagem às manchas e odores, permitindo a conservação da aparência ao longo do tempo. Seu manuseio é feito através da retirada dos blocos, e não de quebra, evitando assim obras de manutenção mal feitas. Além do dimensionamento correto do material para o piso é necessário o correto dimensionamento da base e sub base, sempre definido a partir do conhecimento e análise do solo existente.

23_estrategias_novo-piso_img_00

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

23_estrategias_piso-tatil_00

Piso tátil

Instalação de linha de piso tátil ao longo das linhas de drenagem.

Além da superfície lisa e contínua proporcionada pelo piso em blocos de concreto, a utilização do piso tátil nas vias dos calçadões, alinhado à linha de drenagem, proporcionará um caminhar seguro para deficientes visuais e pessoas com baixa visão. A utilização do piso tátil estampado nas peças de concreto, permite a manutenção da qualidade do pavimento e a uniformidade estética.

piso-tatil_00

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

P23_estrategias_projeto-e-ordenacao_00rojeto e ordenação de tampas metálicas 

As tampas serão ocultas e alinhadas ao piso proposto. As existentes deverão ser substituídas por tampas com requadro em ferro fundido e preenchidas na parte superior com concreto, com altura mínima de 6cm. A resistência do conjunto deve ser a mesma dos blocos do piso. Os requadros externos deverão estar encaixados nos alinhamentos do piso. As novas tampas deverão ter travas anti-vandalismo. Qualquer tipo de dobradiça deverá ficar dentro do requadro externo.

23_estrategias_projeto-e-ordenacao_img_00

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

23_estrategias_calha-tecnica_01Calha técnica

A utilização de calha técnica organizando redes de infraestrutura similares

A implantação da obra nos calçadões cria a oportunidade de limpeza, manutenção e renovação das redes de infraestrura subterrâneas. Também é o momento de propormos a utilização de calha técnica, permitindo a reunião de infraestrutura de características similares (no caso as redes de telefonia e lógica por exemplo) em uma mesma calha com o compartilhamento de poços de visitas monitorados.

calha-tecnica_00

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

23_estrategias_controle-de-acesso_00Controle de acesso

Balizamento retrátil automatizado com acompanhamento feito remotamente.

O balizador retrátil foi desenvolvido para gerenciar o acesso em ruas públicas e privadas. Ele é gerenciado por um sistema de controle acionado pelo usuário através de controle remoto, cartão sem contato, teclado, etc; abrindo o caminho para o acesso. Ele sobre automaticamente depois que o veículo tenha passado.

23_estrategias_controle-de-acesso_img_00

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

23_estrategias_drenagem-superficial_00Drenagem superficial

O projeto prevê a utilização de geometria e inclinações eficientes e a implantação de canal “oculto” linear, em praticamente toda a extensão das vias. Este modelo permite o escoamento imediato e garante lâmina dágua mínima no período crítico de chuva. Caixas de inspeção e limpeza a cada 20m aproximadamente. O material possui baixa rugosidade, evitando acúmulo e resíduos e entupimentos. As ligações prediais serão remanejadas para as caixas de limpeza. Nas caixas é que também serão instaladas as ligações com a rede existente, que será vistoriada e limpa, recuperando sua capacidade original.

23_estrategias_drenagem-superficial_00

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

23_estrategias_coleta-mecanizada_00Coleta mecanizada

Objetivando eliminar a presença de sacos de lixo no passeio público, serão instaladas lixeiras enterradas com acionamento hidráulico. As lixeiras terão grande capacidade, instaladas em pontos estratégicos para consumidores dos mais variados tipos. Seu acionamento será feito através de cartão. As lixeiras enterradas não prescindem das chamadas papeleiras, ou lixeiras de uso daqueles que circulam pelos calçadões. Estas serão instaladas em quantidade apropriada.

23_estrategias_coleta-mecanizada_01

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

23_estrategias_mobiliario_00Implantação de mobiliário urbano

A implantação de mobiliário robusto e em quantidade apropriada requalificando o espaço

A implantação de mobiliário urbano, em quantidade adequada, sem excessos ou escassez, permitirá uma qualificação no uso deste espaço, com áreas de descanso e contemplação.

23_estrategias_mobiliario_img_00