1. Gestão Urbana
  2. »
  3. Notícias
  4. »
  5. Ligue os Pontos realiza...
 

28/06/2019

Ligue os Pontos realiza evento para firmar parcerias com agentes da zona rural sul de São Paulo

Encontro reuniu o Poder Público e líderes de iniciativas da sociedade civil. Participantes solicitaram o compartilhamento de metas em conjunto e a interlocução ativa com o Projeto



A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano (SMDU), por meio do Projeto Ligue os Pontos, promoveu nesta quinta-feira, 27, um evento no Mercado Municipal de São Paulo para compreender a cadeia de valor e estabelecer parcerias com atores públicos e privados da zona rural sul do município. O encontro contou com a participação de Anne Emig, Chefe do Mayors Challenge (Desafio dos Prefeitos) da Bloomberg Philanthropies, instituição que financia o Projeto.

Antes da reunião, os representantes de iniciativas de negócios de empreendedorismo social e das secretarias municipais de Desenvolvimento Urbano (coordenação do projeto) e de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Subprefeituras e Verde e Meio Ambiente (principais parceiros do projeto no âmbito da Prefeitura) foram recepcionados por um café da manhã feito pela cozinha Amara – projeto com atuação em Vargem Grande Paulista, município situado na Zona Sudoeste da Região Metropolitana de São Paulo, onde as mulheres da comunidade criam receitas e produtos tendo como norte a alimentação sustentável.

Após as boas vindas do secretário-adjunto da SMDU, José Amaral Wagner Neto, Frederico Celentano, diretor presidente e Paulo Ribeiro, ambos da Adesampa (Agência São Paulo de Desenvolvimento), da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, explicaram o trabalho da empresa, os projetos já desenvolvidos e as relações que podem ser estabelecidas com o Projeto Ligue os Pontos.

Ribeiro comentou que o Programa Vai Tec, iniciativa que está em sua quarta edição e que busca “acelerar” o desenvolvimento de empreendimentos inovadores de jovens das periferias da cidade de São Paulo, está previsto para atender os agentes do Projeto, sejam eles produtores rurais ou agentes do mercado da zona sul.

Essa atividade se inicia com o mapeamento de iniciativas locais e seleção das principais ações de empreendedorismo. Além do Vai Tec, a Fábrica de Negócios, outro projeto da AdeSampa, irá oferecer oficinas, palestras e mentorias especializadas para os mais diferentes tipos de empreendedores.

Neto, secretário-adjunto da SMDU, considerou a proposta fantástica, e destacou que “qualquer incentivo é muito bem vindo no sentido de apoiar a produção local. Temos que pensar também em ações para os produtores idosos que, segundo o cadastro que acabamos de realizar, representam cerca de 33% dos mais de 400 produtores. As ações também devem atrair os jovens e apoiar o associativismo. O Projeto foi concebido para se trabalhar sempre em cooperação”, afirmou.

O secretário executivo de Agricultura e Abastecimento, Carlos Fernandes, assim como o Engenheiro Agrônomo Cristiano Mendes, da Casa da Agricultura Ecológica – CAE, Coordenador do eixo de Assistência e Extensão Rural do Projeto, ambos da Secretaria das Subprefeituras, apresentaram o plano municipal para feiras, mercados e sacolões e as atividades da CAE. Uma das ações da Casa e do Projeto inclui a ampliação do número de agricultores orgânicos da região e do número de bancas de venda de produtos orgânicos nas feiras livres por onde circulam cerca de 1,2 milhão de consumidores da cidade de São Paulo, aproximadamente 10% da população total.

Também participaram do evento representantes de três iniciativas que foram aceleradas pela AdeSampa: 

Adélia Rodrigues contou a experiência da Gastronomia Periférica – projeto que busca a transformação social a partir da gastronomia. A ideia surgiu no Jardim São Luís, bairro da zona sul do município, com a criação de um aplicativo que mostrava a localização de 70 restaurantes da comunidade. Hoje o programa se expandiu e possui 700 comerciantes cadastrados espalhados pela cidade. A iniciativa busca valorizar o comércio local.

Thiago Vinicius falou sobre a Agência Popular Solano Trindade, que com dez anos de atuação nas periferias visa fortalecer a economia da cultura criativa. De acordo com Thiago, um dos objetivos do projeto é combater os desertos alimentares. Com a ideia de encurtar distâncias e ligar os pontos, o programa promove 500 entregas por mês de alimentos que vem diretamente da roça. Além disso, na Praça do Campo Limpo, a Agência promove o “Festival Percurso”, uma oportunidade para chefs de cozinha de comunidades comercializarem pratos orgânicos.

Rafaela Larios Soldan contou a experiência da startup DuLocal – empresa que compra alimentos orgânicos em Parelheiros, produz refeições veganas em Paraisópolis e entrega na região de Berrini. Clique aqui para conferir mais sobre a sua atuação.

Após a apresentação da sociedade civil e do poder público, Anne Emig, da Bloomberg Philanthropies, explicou o Mayors Challenge, que já teve quatro edições (duas nos Estados Unidos, uma na Europa e outra na América Latina e Caribe). Nesta última, realizada em 2016, São Paulo concorreu com outras 290 cidades e foi a grande campeã, recebendo como prêmio 5 milhões de dólares para desenvolver o Projeto Ligue os Pontos. Anne se mostrou muito feliz com os resultados do evento. “Ótimo ver tantas pessoas aqui. São Paulo pode ser tornar um exemplo para várias cidades do mundo. Estou animada para ligar os pontos juntos”, afirmou.

Por fim, Guilherme Trivellato, da Delivery Associates, consultoria contratada pela Bloomberg Philanthropies para acompanhar a implementação dos projetos das cidades vencedoras do Desafio dos Prefeitos, provocou os presentes a se manifestar sobre os próximos passos, quando foi demandado pelos representantes dos agentes locais a manter uma interlocução ativa com a sociedade sobre o andamento do projeto.

 

Coordenadoria Geral Prêmio Mayors Challenge discute avanços do Ligue Os Pontos

Nesta quarta-feira, 26, todas as secretarias parceiras do Projeto Ligue os Pontos e participantes do comitê de governança do projeto se reuniram com o Prefeito e a Bloomberg para discutir os próximos passos do projeto Ligue Os Pontos, com foco nas metas e principais ações previstas para os próximos meses. Anne Emig, da Bloomberg, enfatizou a importância dessa articulação para se atingir as metas do projeto em relação às demandas e as ações necessárias ao desenvolvimento rural sustentável do município – sede da mais importante região metropolitana do país -, para a implementação e fortalecimento das políticas públicas que incidem neste território.

Participaram da reunião com o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, a Coordenadora Geral do Prêmio Mayors Challenge da Bloomberg Philanthropies, Anne Emig; os Gestores da Delivery Associates, Guilherme Trivellato e Evelyn Lo; o Diretor do Escritório da Vital Strategies no Brasil, Pedro de Paula e a Gerente de Operações da Vital Strategies no Brasil, Patrícia Nogueira; Chefe de Gabinete do Prefeito, Vitor Sampaio; Secretários de Desenvolvimento Econômico e Trabalho,  Aline Cardoso; Verde e Meio Ambiente, Eduardo de Castro; Adjunto de Justiça, Renato Stetner; Adjunto de Desenvolvimento Urbano,  José Amaral Wagner Neto, Coordenador do Projeto; Secretário Executivo de Agricultura e Abastecimento das Subprefeituras, Carlos Eduardo Fernandes; Diretor-Presidente da ADESAMPA, Frederico Celentano; Subprefeito de Parelheiros, Marco Antonio Furchi; e o Assessor Especial de Relações Internacionais, Rodrigo Massi.

 

Confira as fotos do evento:

Este slideshow necessita de JavaScript.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Comentários

  1. ADJAIR BERTOCHI em disse:

    projeto muito legal. trabalhar com agricultura é muito gratificante, falo isto por ter trabalhado por quase 30 anos ligado a agricultura.