PIU Ginásio do Ibirapuera

O Conjunto Desportivo Constâncio Vaz Guimarães, mais conhecido como Complexo do Ibirapuera, começou a ser construído nos anos 50, todavia, só foi receber sua última instalação em 1982, com a implantação do Ginásio Mauro Pinheiro. Ao longo dos anos, o Ibirapuera ganhou notoriedade no campo esportivo, tornando-se referência para o treinamento de confederações e atletas olímpicos, além de ter sediado vários eventos internacionais, como Jogos Panamericanos, mundiais de basquete, vôlei e handebol, lutas de boxe e de UFC. Sem esquecer também de shows musicais, como dos Rolling Stones e Bob Dylan (1998).

Com uma área total 91 mil metros quadrados, o Complexo é administrado pelo Governo do Estado de São Paulo e composto pelo Ginásio do Ibirapuera, o Estádio Ícaro de Castro Mello, o Conjunto Aquático Caio Pompeu de Toledo, o Ginásio Poliesportivo Mauro Pinheiro e o Palácio do Judô.

O Governo do Estado pretende requalificar o Complexo com novas estruturas e funções, qualificando os acessos de pedestres, ciclistas e demais meios de transporte ao Complexo Desportivo, proporcionando melhores condições de conforto ambiental, além de propiciar uma maior integração do equipamento à cidade, seja com o Parque do Ibirapuera ou com equipamentos culturais, de comércio e serviços localizados na região da Avenida Paulista e Subprefeitura da Vila Mariana.

A necessidade de elaboração de um Projeto de Intervenção Urbana (PIU) decorre do fato desta área se tratar de uma Zona de Ocupação Especial (ZOE). De acordo com a legislação urbanística, essas zonas devem receber parâmetros urbanísticos estabelecidos por um PIU.

Entre 27 de março e 14 de abril de 2020, a Prefeitura disponibilizou consulta pública sobre os elementos prévios à elaboração do Projeto de Intervenção Urbana (PIU) Ginásio do Ibirapuera. O estudo foi elaborado pelo Governo do Estado, responsável pelo diagnóstico e programa de interesse público. Clique aqui para acessar.