1. Gestão Urbana
  2. »
  3. Notícias
  4. »
  5. Plano Urbanístico para o...
 

24/04/2019

Plano Urbanístico para o Arco Pinheiros é apresentado em consulta pública

Melhorias em mobilidade urbana, novos equipamentos de saúde e assistência social, destinação de recursos para habitação de interesse social e ruas arborizadas estão propostos no Projeto de Intervenção Urbana Arco Pinheiros. Objetivo é conectar e qualificar os bairros, atrair mais de 81 mil novos moradores e criar um novo polo de inovação



A Prefeitura de São Paulo lança nesta terça-feira (23) a segunda consulta pública online do Projeto de Intervenção Urbana (PIU) Arco Pinheiros que poderá atrair cerca de 81 mil novos moradores para a área, que conta hoje com aproximadamente 54 mil habitantes. As intervenções propostas foram agrupadas em cinco diferentes eixos temáticos, que funcionam de forma integrada: rede de mobilidade, rede de espaços públicos, rede hídrica, habitação e equipamentos públicos, e estão disponíveis de forma detalhada no site Gestão Urbana.

Com o PIU Arco Pinheiros – que envolve as regiões da Vila Leopoldina, Jaguaré, Butantã e Rio Pequeno, a Prefeitura de São Paulo pretende criar um polo de inovação nos bairros Jaguaré e Vila Leopoldina, na zona oeste. A ideia é potencializar a vocação científica e tecnológica da região, conectando a Cidade Universitária, o Parque Tecnológico do Jaguaré, a Zona Predominantemente Industrial (ZPI) do Jaguaré e a área da Ceagesp, cuja transformação para recepcionar um distrito de inovação deverá envolver a negociação entre o Município, o Estado e a União. A presença de relevantes instituições de ensino e indústrias de alta tecnologia, bem como com a disponibilidade de áreas passíveis de transformação urbana, são atributos que tornam esse local estratégico para o desenvolvimento econômico da cidade, com alto potencial de abrigar atividades de inovação.

Para melhorar a mobilidade da região, está sendo proposta a construção de duas ciclopassarelas, para pedestres e ciclistas, interligando as estações Villa-Lobos/Jaguaré e Ceasa da CPTM com a USP e a área industrial do Jaguaré, respectivamente. Também serão implantadas novas ciclovias ou ciclofaixas e serão abertas novas vias para facilitar a mobilidade no perímetro, aumentando a conectividade interna e possibilitando a formação de novas frentes urbanas. O projeto apresentado também prevê a construção de duas novas pontes sobre o Rio Pinheiros, que serão responsáveis pela conexão dos bairros da Vila Leopoldina e Jaguaré, criando rotas alternativas para a zona oeste.

Outro eixo prioritário é a ampliação da rede de espaços públicos. Nesse sentido, o projeto prevê a requalificação de seis praças já existentes no interior dos bairros e outras cinco novas praças, aumentando a oferta de áreas de lazer, encontro e contemplação dos moradores, além de colaborar para a amenização das ilhas de calor e para o aumento da umidade relativa do ar. Também estão previstos seis novos equipamentos, sendo duas UBS (Unidade Básica de Saúde) e equipamentos de Assistência Social.

Outras melhorias ambientais também são propostas, como é o caso dos caminhos verdes, responsáveis pela arborização das vias. O objetivo é criar um sistema ambiental em rede que aumente a conectividade entre as áreas verdes (como os parques Orlando Villas-Bôas e Villa-Lobos), equipamentos e estações de trem, proporcionando percursos sombreados, confortáveis e seguros aos usuários, além de promover caminhos ecológicos para a fauna.

No perímetro do projeto, também há cerca de 9 mil domicílios em assentamentos precários. Parte do programa de intervenções consiste na urbanização e construção de novas moradias, garantindo que as famílias em situação de vulnerabilidade tenham acesso a políticas públicas integradas para atendimento habitacional.

Outro destaque do projeto são os Territórios de Integração, formados pelas quadras lindeiras ao Rio Pinheiros e com grande potencial de transformação, cujos lotes receberam diretrizes específicas de abertura de vias e de localização de suas áreas verdes com o objetivo de garantir unidade e integração ao território. Busca-se, assim, superar o isolamento entre as margens do rio, abrindo caminho para uma maior diversidade de usos, para a promoção de espaços de encontro e para melhoria na microacessibilidade ao transporte público.

Clique aqui para acessar a consulta.

 

Processo Participativo do PIU Arco Pinheiros

O Processo de elaboração do PIU Arco Pinheiros segue os passos dispostos no Decreto n° 56.901/2016 e, desta forma, as contribuições a serem colhidas nesta consulta irão colaborar para o seu aperfeiçoamento. A proposta ainda será debatida em diálogos sociais com a sociedade civil, associações, ONG´s, coletivos e em audiência pública, resultando em um projeto de lei que deverá ser encaminhado à Câmara Municipal para uma nova rodada de discussão.

A segunda consulta pública, iniciada nesta terça-feira (23), poderá receber contribuições até o dia 23 de maio. Após esse período, as sugestões serão avaliadas e serão incorporadas à versão final do projeto quando oportunas.

Entre os dias 14 de setembro e 1º de novembro de 2018, foi publicado no portal Gestão a 1ª consulta pública do PIU Arco Pinheiros, que apresentou o diagnóstico socioterritorial e o programa de interesse público do projeto. Ao todo, foram recebidos 115 comentários da população. Essas sugestões foram sistematizadas e respondidas pelo Município em documento publicado no site.

Dentro do território do PIU Arco Pinheiros há, ainda, o PIU Vila Leopoldina-Villa Lobos, que deverá ser enviado para a Câmara em até dois meses.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Comentários

  1. Paulo Cesar Maluf em disse:

    Temos que dar prioridade na urbanização das favelas no Jaguaré, Saneamento Básico, construção da ponte ligando a Av Alexandre Mackenzie a Mofarrej, criação de um parque no Jaguaré, a melhoria da mobilidade no Parque Continental e Jaguaré, com impacto do crescimento de Osasco, a construção da unidade básica saúde.

    • Arilane Ferreira de Andrade em disse:

      Sou moradora e representante do Movimento Diogo Pires no bairro Jaguaré, grupo de famílias que estão no auxílio aluguel e lutam a mais de 10 anos pela moradia digna.
      Segue abaixo as minhas sugestões para incluir no Projeto Piu Arco de Pinheiros:
      *Investimento no plano urbanístico para as comunidades do Jaguaré
      *Necessitamos de mais unidades Básicas de Saúde e ter médicos com mais especialidades
      * Construção de Hospital na região
      * Hospital veterinário
      *Investir em mais pontes de acesso para diminuir o trânsito
      *Investimento na segurança
      *Construção de mais creches e CCA
      *Espaço cultural que atenta os jovens, crianças e idosos.
      * Unidades com cursos profissionalizantes

    • Arilane Ferreira de Andrade em disse:

      Sou moradora Diogo Pires no bairro Jaguaré, grupo de famílias que estão no auxílio aluguel e lutam a mais de 10 anos pela moradia digna.
      Segue abaixo as minhas sugestões para incluir no Projeto Piu Arco de Pinheiros:
      *Investimento no plano urbanístico para as comunidades do Jaguaré
      *Necessitamos de mais unidades Básicas de Saúde e ter médicos com mais especialidades
      * Construção de Hospital na região
      * Hospital veterinário
      *Investir em mais pontes de acesso para diminuir o trânsito
      *Investimento na segurança
      *Construção de mais creches e CCA
      *Espaço cultural que atenta os jovens, crianças e idosos.
      * Unidades com cursos profissionalizantes

  2. A SAAP – Associação dos Amigos de Alto dos Pinheiros, representa um bairro-jardim residencial de baixa densidade, que é vizinho da área delimitada para o Pio Arco Pinheiros promover a transformação e qualificação do território.
    Apontamos que é essencial a implantação de um plano de mobilidade para absorver a população adicional de 80.000 pessoas prevista em 30 anos nesta área.
    O Corredor Metropolitano previsto na Gastão Vidigal Seria será estanque uma vez que:
    1- Sua continuidade é inviável pois terá alto impacto negativo no bairro Alto dos Pinheiros
    2- A Cerro Corá, hoje já é muito sobrecarregada.
    Será necessário priorizar a linha de Metrô que serve esse setor para viabilizar as transformações propostas.

  3. Diana Dias em disse:

    Sou moradora e representante do Movimento Diogo Pires no bairro Jaguaré, grupo de famílias que estão no auxílio aluguel e lutam a mais de 10 anos pela moradia digna.
    Segue abaixo as minhas sugestões para incluir no Projeto Piu Arco de Pinheiros:
    *Investimento no plano urbanístico para as comunidades do Jaguaré
    *Necessitamos de mais unidades Básicas de Saúde e ter médicos com mais especialidades
    * Construção de Hospital na região
    * Hospital veterinário
    *Investir em mais pontes de acesso para diminuir o trânsito
    *Investimento na segurança
    *Construção de mais creches e CCA
    *Espaço cultural que atenta os jovens, crianças e idosos.
    * Unidades com cursos profissionalizantes

  4. Diana Dias em disse:

    Retificando algumas das minhas sugestões enviada anteriormente.

    * Prioridade no investimento do plano de urbanização para as comunidades do Jaguaré
    *Espaço cultural que atenda os jovens, crianças e idosos.

  5. Fiama Silva Vieira em disse:

    Dêem prioridade ao investimento do plano de urbanização das comunidades do Jaguaré.
    Faço parte do Movimento Diogo Pires do Jaguaré e estamos à 10 anos no aguardo da nossa moradia. O que falta incluir no projeto é a construção de mais prédios para que possamos sair do aluguel. Há terrenos para construir, até mesmo na ponte dos remédios, onde já tem uma torre pronta e poderiam logo iniciar a segunda fase.

  6. Priorizar a construção de moradias para retiradas das favelas do lado do rio onde situam-se as empresas como a Roche, Bunge, etc.; Canalização dos córregos utilizados por estas comunidades, desobristrução das vias públicas ocupadas irregularmente, tal como a Av. Dracena e Rua Diogo Pires. Estas vias são o acesso de carretas e outros transportes para as empresas do bairro;
    Redimensionar os serviços de coleta de lixo e entulho destas mesmas avenidas, o que desistimula o crescimento do comércio e moradia.

  7. José Carlos da Silva em disse:

    Sou morador e representante do Movimento Diogo Pires do Bairro Jaguaré,grupo de famílias que estão a 10 anos no auxílio aluguel e lutam pela moradia digna.
    Segue abaixo as minhas sugestões:
    1Priorizar a construção de moradias para as famílias a 10 anos no auxílio aluguel, aguardando retorno da Subprefeitura da Lapa, Sehab e Prefeitura de São Paulo.
    2 Construção de Unidades básicas de Saúde
    3 Construção de Hospital na região
    4 Construção de Hospital veterinário
    5 Construir mais pontes de acesso para diminuir o trânsito.

    • Gizelia Mendes dos Santos Ventura em disse:

      Sou moradora do movimento Diogo Pires e a minha sugestão é:Primeiramente as nossas moradias q já faz quase 10 anos q agente está esperando essas tão sonhadas moradias mais empreendimento como creches hospital , médicos ponte pra diminuir o trânsito etc.

  8. Adriana Souza em disse:

    Sou moradora do bairro do Jaguaré, faço parte do movimento Diogo Pires, estamos há mais de 10 anos esperando nossas moradias, estou no bolsa aluguel, Temos que priorizar a urbanização das favelas, saneamento básico, construções de pontes de acesso para desafogar o trânsito, criar espaços que ofereçam cursos de qualificação profissional de qualidade, para os jovens terem mais oportunidade de empregos, AME especialidades, com profissionais especializados ( ortopedista, neurologista, mastologista, dermatologista, etc…) Construção de parques e mais áreas verdes.

  9. João Batista da Silva em disse:

    Vcs precisão da prioridade a quem esta a mais de 10 anos no auxílio Aluguel, eu moro no jaguaré e estou no auxílio aluguel que pode se cortado a qlq momento nessa mudança de presidente!

  10. Maria de Lourdes da Paixão Augusto em disse:

    Quando será criado o posto de saúde no Jaguaré? Essa segunda unidade já foi aprovada desde 2016. A demanda de moradores que necessitam de atendimento à saúde é alta e não comporta mais atendimento na unidade já existente. Temos muitos idosos no bairro, que criaram o bairro, pagaram e pagam muitos impostos e não são atendidos.

  11. Maria de Lourdes da Paixão Augusto em disse:

    Precisamos ter mais pontes ligando a região do Jaguaré com a Lapa/leopoldina, para que seja mais ágil o tráfego da região, que está saturado em todos os horários. O trânsito é insustentável na avenida e ponte do jaguaré.

  12. Maria de Lourdes da Paixão Augusto em disse:

    Zeladoria da sub prefeitura da Lapa é ineficiente e totalmente ausente no bairro do Jaguaré. Precisamos de limpeza das vias, manutenção das praças, lixeiras na avenida presidente altino na região central, com várias agências bancárias e aglomeração de pessoas. Solicitamos a instalação de um Ecoponto no bairro, pois com as favelas o descarte de móveis e entulho é constante.

  13. Matheus Henrique Dias da Silva em disse:

    Sou morador e faço parte do Movimento Diogo Pires do bairro Jaguaré,
    estamos à 10 anos no auxílio aluguel aguardando a nossa moradia. O que falta é incluir no projeto é a construção de mais prédios para que possamos sair do aluguel. Há terrenos para construir, até mesmo na ponte dos remédios, onde já tem uma torre pronta e poderiam logo iniciar a segunda fase.
    Investir na construção de unidade básica de saúde
    Construir mais pontes de acesso para diminuir o trânsito.

  14. Francisco Ferreira Ventura em disse:

    Eu sou morador do empreentimento do movimento Diogo Pires a minha sugestao é : nossas moradias que faz 10 anos que estamos no aluguel , esperando nossas moradias.Queremos mais creches , posto de saude , mais segurança , mais medicos e etc…

  15. Maria Dos Santos em disse:

    Sou moradora e faço parte do movimento Diogo Pires no Bairro do Jaguaré todos nós estamos na espera por nossa moradia há mais de dez anos,e gostaria também que o Jaguaré melhorassem em algumas coisas como área de lazer, hospital, médico especialista em todas as áreas , teatro,etc.

  16. Maria Angélica Gomes em disse:

    Acho super importante que esse projeto vá adiante para melhorar esta região em especial os bairros Jaguare, Leopoldina, Rio Pequeno. Com certeza ira aliviar o trânsito e sustentará o projeto urbanístico da V Leopoldina que irá trazer muitos moradores para a região.Precisamos de saneamento básico, unidades de saúde não apenas dentro das comunidades , espalhadas pelo bairro para que todos tenham direito e consigam usar.

  17. Maria das Graças Almeida da Silva em disse:

    Sou moradora e participo do movimento
    Diogo Pires do bairro Jaguare,grupo de famílias que estão a 10 anos no auxílio aluguel,aguardando moradia digna.
    Priorizar a construção dos prédios para as famílias que estão no auxílio aluguel do Jaguare.
    Investir mais unidades básicas com médicos e especialidades.
    Construir pontes de acesso para diminuir o transito no bairro.

  18. Felipe Almeida da Silva em disse:

    sou moradora e faço parte do Movimento Diogo Pires do bairro Jaguare, grupo de famílias que estão a 10 anos no auxílio aluguel aguardando moradia digna.
    Priorizar construção de prédios para as famílias que estão no auxílio aluguel no Distrito do jaguare

  19. Arilane Ferreira de Andrade em disse:

    Sou moradora da Diogo Pires no bairro Jaguaré, nos da Diogo Pires já estamos esperando moradia a 10 anos peço para que todos os responsáveis reveja as listas e respeitem a fila pois nós da Diogo Pires já aguardamos muito tempo sofrido esperando nossa tão sonhada moradia….

  20. cremilda em disse:

    eu sou moradora da Diogo Pires faço parte do movimento Diogo Pires eu não acho certo eu tava no aluguel a 10 anos e enquanto outras pessoas nem foram para o aluguel e pegar o apartamento primeiro do que a gente porque não é fácil você ficar 10 anos no aluguel você não pode ter seus móveis não pode ter nada seu filho cresce e você não tem nada não é certo eu acho que o certo seria quem tá no aluguel e o apartamento e os que não tá no aluguel e para aluguel porque não é não é fácil é difícil essa vida de tá no aluguel enquanto você tinha um lugar que você tava morando

  21. Ana Lucia Ferreira em disse:

    Meu nome é:Ana Lucia Ferreira. Fui moradora da Diogo Pires. Faço parte do MOVIMENTO DIOGO PIRES. Estamos há a quase 10 anos no ” auxílio aluguel”, na expectativa das nossas moradias, não é justo que esperemos por mais tempo.
    *Moradia digna para todos.
    *Mais AMAS, com mais especialistas.
    *Espaço cultural para todos.
    *Mais linhas de ônibus, para melhor locomoção.
    Etc.
    Nosso JAGUARÉ, e seus habitantes necessitam de mais atenção.

  22. Maria de Lourdes da Paixão Augusto em disse:

    O Jaguaré está rodeado de favelas e a criminalidade só cresce no bairro. É urgente que sejam criadas moradias sociais para abrigar essas pessoas, propromoção de projetos de educação, qualificação profissional/técnica e cultura, que vise o controle da criminalidade. Jovens ocupados não ficam vulneráveis ao crime.

  23. Jailson José da silva em disse:

    Sou morador da Diogo pires estou a 10 anos esperando minha moradia gostaria de da minha opinião sobre o arco de pinheiros estamos na luta por nosso canto a minha moradia e meu.principal alerta mais gostaria muito uma clínica veterinária no nosso bairros tbm mais médicos mais creches uma delegacia ok me chamo Jailson jose da Silva e quero minha moradia.

  24. Leandro Cunha Santos em disse:

    Leandro morador da Diogo Pires 16/05/19 esperando a tão sonhada Moradias que já estão pendentes a 10 anos .A prioridade mais um posto de saúde no bairro do Jaguaré porque o que tem já não suporta a grande demanda de pessoas do bairro , sempre está lotado , mais investimento na área de esportes e na educação exemplo escolas que estão precárias .
    E combater a grande invasão de pessoas que invade o bairro e constrói casas em todo lugar lugares irregulares desvalorizando o bairro a cada dia que passa.
    Prioridade para as moradias que estão abandonadas e invadida na rua Diogo Pires o processo de remoção dos invasores que estão atrapalhando as pessoas que estão a 10 anos no aluguel esperando sua moradias.
    Umas das prioridades que a prefeitura respeite mais as pessoas que estão no aluguel por anos que respeite a fila , porque como morador da Diogo Pires não aguento mais ver a moradia mais distante devido a outras comunidades sempre passar na frente como prioridade.

    Saúde
    Educação
    Planejamento urbano moradia
    Admistrar melhor o bairro não deixar abandonado.

  25. Maria José de Gouveia em disse:

    Dêem prioridade de inventimentos para as comunidades do Jaguare, estamos a mais de 9 anos no auxilio aluguel. Faço parte do Movimento Diogo Pires e precisamos urgentemente que algo seja feito a respeito das famílias que estão nessa espera.

  26. Maria José de Gouveia em disse:

    Priorizem os inventimentos para as comunidades do Jaguare, estamos a mais de 9 anos no auxilio aluguel. Faço parte do Movimento Diogo Pires e precisamos urgentemente que algo seja feito a respeito das famílias que estão nessa espera.

  27. Geni Alves de Mattos em disse:

    Fui moradora da comonidade dá Diogo Pires estou esperando moradia a dez anos até agora nada muitas gentes até perdeu a esperança, de ter sua moradia, pôr favor a olha mais para moradia tamos cansados de esperar,

  28. José romilson da silva em disse:

    Olá sou morador da diogo pires a 10 anos estamos esperando nossas moradias pedimos aos gestores da prefeitura uma sugestão p nos e tb melhoria p tds nosso barrio como uns mas ama escola integral p as crianças área de lazer p nossos jovens lugares q possam faser cursos profissionalizantes p qd conversarem a trabalhar ter uma produção e mas segurança p tds da região essa é minha solicitação p os gorvenantes obrigado

  29. Aparecida de Fátima de mattos em disse:

    16/05/2019. Eu, Aparecida de Fátima de mattos, moradora a mais de 20 anos da rua Diogo Pires Jaguaré, estamos à espera doque nos foi tirado, queremos a nassa moradia, não queremos luxo e sim nosso direito como cidadão, se existe uma fila ela tem que ser respeitada. A muitos jovens e crianças que precisam de um lugar descente onde há educação hospitais lazeres etc, e esse plano urbanístico do arco de pinheiros vai ajudar muitas famílias a realizar o sonho de ter a sua casa própria, estamos no aluguel e sem uma resposta concerta de quando é pra onde iremos morar.

  30. Reini Mendes dos Reis em disse:

    olá,eu sou moradora da Diogo Pires jaguare onde estou junto com outras famílias aguardando a moradia a 10anos.É muito importante q seja efetuado mais construções de prédios para q também possamos ser atendidos,mas também hospitais,creches,Pontes para melhor fluxo de trânsito e também não menos importante parques e seria também de grande importância uma ONG que atendesse a população carente na região. Fica minha opinião e também minha decepção por está longa espera juntamente com muitas famílias por nossa moradia.obrigada