1. Gestão Urbana
  2. »
  3. Projetos Urbanos
  4. »
  5. Centro Aberto
  6. »
  7. Avenida São João e...
 

 

Avenida São João e Largo Paissandu

 

Priorização de pedestres, melhoria das condições de permanência e da experiência de uso do transporte público

 
 

O principal objetivo do Centro Aberto Paissandu e Avenida São João é melhorar as condições de segurança e conforto dos pedestres e passageiros, equilibrando a distribuição do espaço físico de acordo com as necessidades dos usuários. Trata-se de melhorar a experiência de mobilidade ao longo da rua e a espera do transporte público, com oportunidades para sentar e descansar, com pequenas intervenções que propiciem um ambiente mais interessante e garantem, adicionalmente, travessias de pedestres seguras e diretas ligando os dois lados da rua.

O Centro Aberto teve aprovação de 94% dos usuários entrevistados

A experiência de implantação foi avaliada durante o período de teste, e destaca-se a aprovação de 94% dos usuários entrevistados na região do Largo Paissandu e Av. São João.

A estratégia de projeto para melhorar o acesso e a circulação nesse local é um conjunto de ações de sinalização horizontal – desde o Largo Paissandu e ao longo da Avenida São João – e adição de elementos associados – balizadores de trânsito, vasos e plantas, monolitos de granito, paraciclos e bicicletas compartilhadas.

 

Avenida São João

1_centro-aberto_mapa_01

Foram criadas áreas de priorização de pedestres, extensões de faixas de pedestres existentes e novas faixas em cruzamentos e pontos estratégicos. Estas intervenções resultaram em queda de 49,5% da média de travessias fora da faixa, o que indica uma distribuição mais segura do espaço urbano.

As ações de priorização de pedestre resultaram em queda de 49,5% das travessias fora da faixa ao longo da Av. São João

Junto à Morada São João, abrigo municipal para a terceira idade, a ampliação do canteiro conferiu caráter de praça com a instalação de bancos, equipamentos de ginástica e mobiliário portátil. Além de uma zona de priorização mais segura para os usuários, o espaço também oferece novas condições de convívio e permanência ao ar livre.

 

1_faixa-em-X


Faixa em diagonal reduz o tempo de travessia entre as avenidas Ipiranga e São João
 

Para dar suporte à permanência nos espaços públicos do entorno, em especial no Largo Paissandu, o projeto visou atrair para o interior da Praça os usos potenciais de seu entorno. A oferta de oportunidades para sentar, comida de rua e atividades no interior da praça provocou aumento de 35,5% de permanência das pessoas na praça.

 

0_grafico_registro-de-atividades-01

 

Média de atividades na praça cresceu de 174 para 236, aumento de 35,5%

 

1_paissandu_antes-e-depois_00

Esse aumento também pode ser observado qualitativamente, com a presença de diferentes grupos de usuários e destaque para as crianças, que passaram a utilizar o novo playground. Nas pesquisas realizadas anteriormente, não havia crianças brincando no Largo Paissandu.

1_largo-do-paissandu-02

 

Não havia locais apropriados para sentar no Largo Paissandu. Com aoferta de mobiliário urbano para permanência, houve aumento de 192% no número de pessoas sentadas na praça.

Com o Centro Aberto, houve aumento de 192% de pessoas sentadas no Largo Paissandu

 

1_largo-do-paissandu-04

Foto: Cidade Ativa
 

Outros elementos de mobiliário, como bancos de praça, bancos de muretas, mobiliário portátil – cadeiras de praia, mesas e cadeiras dobráveis e ombrelones –, oferecem condições de conforto físico e visual para permanecer na praça, descansar após o almoço ou mesmo esperar pelo transporte público.

A Igreja Nossa Senhora do Rosário, no Largo Paissandu, diantou o início da reforma da fachada, estimulada pelas melhorias do entorno

 

O projeto contou com uma programação cultural constante, com ações que apoiam o uso e a permanência na praça e incentivam atividades ao ar livre. Batalha de break, shows, rodas de samba e dança foram algumas das atividades que ocorreram no tablado circular em frente à Galeria do Rock.